Blog

São Paulo, café e história: como o grão ajudou a construir cidade

sao-paulo-cafe

 

São Paulo é uma das maiores cidades da América Latina. E ela não só é grande em urbanização e quantidade de habitantes, mas também em seu status quando o assunto é gastronomia e entretenimento

 

Toda essa grandeza e reconhecimento que possui hoje está intimamente ligada à chegada e o cultivo do café. Mas, como esse recurso aparentemente simples fomentou tanto crescimento na metrópole que conhecemos hoje?

 

As origens da capital do café e a imigração no Brasil

 

O primeiro colono europeu a chegar no local que hoje é São Paulo foi João Ramalho, um marinheiro português que havia naufragado. E foi, também, o primeiro a explorar a área.

 

Após esse primeiro registro, sabe-se que jesuítas em missão de converter nativos ao catolicismo foram para aquela área. Em 1554, criaram São Paulo dos Campos de Piratininga.

 

Quase dois séculos depois, em 1727, o café foi introduzido no Brasil e, desde então, tem sido uma parte crucial da economia brasileira: até 2017, era o 5º produto na pauta de exportação brasileira, tendo movimentado US$ 5,2 bilhões naquele ano. 

 

São Paulo foi uma das primeiras cidades brasileiras a serem beneficiadas com o boom do café, tornando-se um centro para o comércio do grão no século XIX. Nesse momento histórico, houve a primeira grande onda de imigrantes estrangeiros para a área, em sua grande maioria europeus em busca de trabalho. Após eles, vieram japoneses, árabes, chineses e coreanos. 

 

O início da transformação

 

A população aumentava, a mão-de-obra crescia e a produção de café também. Rapidamente, São Paulo começou a receber vários investimentos e, aos poucos, foi sendo conectada ao litoral e se tornando o lar de diversos barões do café.

 

Para cuidar do escoamento do produto, uma ferrovia foi construída. Isso por que ao longo do tempo, o café brasileiro se tornou um dos principais itens exportados do país e era o pilar da economia paulistana.

 

Aos poucos, novos habitantes se estabeleceram em São Paulo, e, então, vieram os bancos. Ocorreu o fenômeno chamado triangulação: as famílias cafeeiras tinham a fazenda no interior, o escritório financeiro na capital e o escritório de representação em Santos. Esse foi o começo da metrópole que conhecemos hoje.

 

O processo de implementação e expansão do setor do café durou até meados de 1930. Mas, mesmo depois, São Paulo permaneceu com o posto de capital do café. E não é para menos. É possível encontrar cafeterias nos mais diversos locais da cidade. Existe até um monumento dedicado à figura do colhedor de café!

 

Conheça o grão que transformou São Paulo e os hábitos brasileiros

 

Quem estiver em São Paulo e quiser conhecer mais sobre a história do grão, pode aproveitar o roteiro turístico que a Prefeitura da cidade desenvolveu. Nele, é possível compreender as transformações socioeconômicas e culturais que aconteceram na época.

 

Ainda hoje em dia, o efeito estimulante da bebida, junto ao ritual de preparação e as sensações que ele causa – lembre-se de manhãs mais vivas com o cheiro de café, ou as trocas de ideias com colegas de trabalho na hora do coffee break da empresa – propiciam momentos de sociabilidade.

 

O café transformou a economia e os hábitos brasileiros, das riquezas geradas ao cafezinho servido às visitas para dar sabor às conversas, das transformações na vida urbana ao cotidiano no campo.

 

O café é um grande colaborador na rotina profissional

 

O café foi um pilar importantíssimo na construção da incrível cidade que hoje é São Paulo: não é de se estranhar que essa seja uma das principais bebidas na vida dos paulistanos.

 

Isso é especialmente verdade na rotina movimentada de muitos profissionais, que fazem do seu consumo  um verdadeiro ritual. Em muitas empresas e escritórios é possível encontrar um “cantinho do café” onde os colaboradores se reúnem para relaxar um pouco e conversar sobre os assuntos do dia-a-dia, enquanto bebem algumas xícaras.

 

Ter um local desses na empresa pode motivar – e muito – o intercâmbio de ideias, a criatividade do time e a união da equipe. Existem formas diversas de adaptar seu ambiente de trabalho para que ele tenha um espaço para o café.

 

Identifique as necessidades dos seus colaboradores, descubra se a sua cultura organizacional comporta esse momento e ambiente especial. Caso você analise e perceba que seu time adoraria ter esse espaço, pode contar com a gente.

 

Entre em contato com a equipe da Smart Café para analisarmos juntos a melhor forma de levar para a sua empresa as delícias desse grão que fez história em São Paulo e pode ajudar a fazer muito na sua organização também.



CONTRATE AGORA